Através da repetição duas mulheres sujeitam a linguagem às leis orgânicas do corpo até fazê-la fundir-se neste, a linguagem transforma também o corpo e muito cedo é difícil dizer o que iniciou a palavra ou o movimento. Costas que falam, palavras que respiram. Duas possíveis aberrações: a linguagem como função meramente orgânica, ou um corpo sem cabeça como ser falante.
Mais real ainda é a observação de uma terceira aberração: haver quase sempre para cada palavra um oposto seu e apenas entre estas uma possibilidade de vida.


Through repetition, two women subject language to the organic laws of the body making it merge into this.
In response language also changes the body and soon is hard to tell where did the word or the movement start: talking backs, words that breathe. 
Two possible aberrations: the language as a merely organic function, or the headless body as a speaking being. Even more real is to notice a third aberration: that for almost every word there is an opposite and that only in the space between them a possibility of life.

Concept/ Perfomance Rita Vilhena and Lígia Soares
Music Rui Lima and Sérgio Martins
Production (Netherlands) Baila Louca Production (Portugal) Máquina Agradável
Support/ Residencies O Espaço do Tempo, Câmara Municipal de Lisboa, Teatro Praga
Financed by Government of Portugal, Ministry of Culture.

titledatetimelocationtickets & info
1. The Lung Thu 24-03-2016 20:00 Rotterdamse Schouwburg, Rotterdamhttp
2. The Lung Wed 23-03-2016 20:00 Rotterdamse Schouwburg, Rotterdamhttp
3. The Lung Wed 02-03-2016 20:30 Frascati Theater, Amsterdamhttp
4. The Lung Sun 31-01-2016 21:30 Teatro Praga, Lisboahttp
5. The Lung Sat 30-01-2016 21:30 Teatro Praga, Lisboahttp
6. The Lung Fri 29-01-2016 21:30 Teatro Praga, Lisboahttp
© Joao Felipe Dias